Quarta-feira, 13 de Outubro de 2010
Do Fastio

Gostava de ser qualquer coisa de primeira água. Gosto quando se diz isto de alguém e acredito sempre. Mesmo que ainda não tenha percebido o que quer dizer. Já não gosto tanto se o autor dessa qualquer coisa, a obra de primeira água, comentar ter sido gratificante todo o processo e não sei-quê. Fico arreliada quando ouço dizer “foi muito gratificante”. A obra sabe logo a sopa ou batatas requentadas. Os apresentadores de televisão têm essa mania e maneira de falar. E depois sorriem sempre. Eles não riem, não dobram o riso. Não lhes sai ranho quando arrebatados por um ataque de riso. Eles apenas sorriem, um esboço de graça à boneca de borracha. Esses dizem muitas vezes que “foi gratificante”. As pessoas boazinhas também dizem muito. As tais que simpatizam com toda a gente. Aquelas muito agradáveis. Parecem-me perigosas, essas pessoas. Ninguém consegue ser assim tão querido, o que me leva a concluir que são feitas de afectos falsos. Estou mesmo a ver que o “foi muito gratificante conhecer-te” se transforma numa frase de escárnio mal o outro vira costas. Mas não vai deixar de ser agradável, por uma questão de educação. E aqui há uma fronteira. Nunca sei onde está a melhor terra: se na simpatia hipócrita ou na falta de edução honesta. Eu, porque nisto do trato a terceiros não sou definitivamente de primeira água, nunca sei como me comportar. O melhor é calar-me e pedir para dizerem, por mim, que tenho um problema na fala. Ou então mostro o meu mindinho que é uma coisa que gosto de fazer. Em vez do outro. Um gesto de primeira água. Bruto mas chique de um trago só.



publicado por Menina da Rádio às 19:42
link do post | comentar | partilhar

6 comentários:
De J. da Ega a 13 de Outubro de 2010 às 20:51
Isso não será também um bocado alabregado?


De Menina da Rádio a 13 de Outubro de 2010 às 20:57
Sim, tenho muito de labrega na ponta dos dedos. E ao fim-de-semana.


De Anónimo a 13 de Outubro de 2010 às 21:56
Foi gratificante...este post de primeira água. No bom caminho!


De Cinderela a 14 de Outubro de 2010 às 09:26
Gosto do teu mindinho. Gosto de sermos águas profundas.
Quanto ao resto, é como uma má noite de sexo à qual se responde no fim: "Aahhh, simmmmm, foi muito agradável!"... de orgasmos em fastio está o mundo cheio.


De mags a 14 de Outubro de 2010 às 14:48
dás-me sede tu, minha parva! E minha pq és mesmo minha. Quero lá saber dos outros.


De Amandio Omar a 15 de Outubro de 2010 às 08:39
De primeira agua? ja alguma vez lavaram caracois?


Comentar post

Pesquisar
 
Posts recentes

Barrigada de sushi

The Printed Blog Portugal

Símbolos

Antes que seja tarde...

Se Conduzir, Não Escreva

Isto é só para dizer que ...

Do Fastio

Sei que sou muito feminin...

Lições básicas para o hom...

Pobres mas Bem Vestidos

Mais comentados
15 comentários
11 comentários
Arquivo

Agosto 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Tags

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever